Taça de Portugal

Diretor desportivo do Santa Clara ataca VAR no Dragão

Diretor desportivo do Santa Clara ataca VAR no Dragão

O diretor desportivo do Santa Clara, Diogo Boa Alma, atacou as decisões do VAR na partida desta quinta-feira com o F. C. Porto, que os dragões venceram por 1-0, afastado os açorianos dos quartos de final da Taça de Portugal.

"Há situações que vêm a ser recorrentes esta época para o Santa Clara e este jogo específico foi um dos jogos da Taça de Portugal que teve VAR e congratulámo-nos por isso, mas o VAR tem de funcionar e há lances demasiados evidentes para deixarmos passar em claro. Reportando-nos apenas a este jogo temos uma expulsão clara do Zé Luís. Não existe intenção do avançado de atingir o Nené, mas a verdade é que atinge com um pontapé, violentamente, a cabeça do jogador do Santa Clara é vermelho direto e não tem discussão, nem oferece dúvida", começa por enumerar o dirigente, que pediu mais respeito pelo emblema açoriano.

Também o lance do golo do F. C. Porto merece críticas de Diogo Boa Alma. "É precedido de falta, é um lance claro, objetivo, que pode escapar no relvado à equipa de arbitragem. O senhor Fábio Veríssimo é um dos melhores árbitros portugueses, não está em causa que erre, nós também erramos. O que é mais difícil de aceitar é que o videoárbitro, com imagens claras e inequívocas, erre novamente", apontou.

"E isto não foi a primeira vez e não se reporta apenas a este jogo, daí o virmos hoje aqui. Não é apenas neste jogo que isto acontece a desfavor do Santa Clara", frisou o dirigente, recordando também o lance, no mesmo estádio, "em que Fábio Cardoso sofreu uma falta na grande área e teve de ser suturado na cabeça". "Tivemos ainda há pouco tempo na Madeira um jogo em que o videoárbitro, por centímetros, anulou dois golos ao Santa Clara e no jogo contra o Sporting, que foi o pior jogo da nossa equipa e que reconhecemos que foi uma derrota justíssima, mas em que temos um golo anulado sem fazer o mínimo sentido. Temos lances em muitos jogos, como o golo do empate do Benfica no estádio em São Miguel", continuou Diogo Boa Alma.

PUB

"Havendo videoárbitro não podemos aceitar que estes erros não sejam corridos", finalizou o diretor desportivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG