O Jogo ao Vivo

F. C. Porto

Fernando Madureira reage às acusações de racismo: "O macaco sou eu!"

Fernando Madureira reage às acusações de racismo: "O macaco sou eu!"

O líder da principal claque portista nega um alegado episódio de teor racista, ocorrido no jogo de quinta-feira com o Young Boys, da Liga Europa, quando um jogador da equipa suíça foi marcar um penálti.

Fernando Madureira nega a acusação de ter feito insultos racistas, ao camaronês Jean-Pierre Nsamé, quando o jogador do Young Boys se preparava para marcar uma grande penalidade, durante o jogo frente ao F. C. Porto, disputado esta quinta-feira no Estádio do Dragão e que os azuis e brancos venceram por 2-1, na estreia na fase de grupos da Liga Europa.

Num "tweet" divulgado pelo canal "SportTV", que transmitiu o jogo e foi replicado pelo jornalista suíço David Lemos, surge o líder da claque portista alegadamente a chamar "ah macaco", ao jogador que se preparava para apontar o castigo máximo, contra a equipa portuguesa.

"Isso não faz sentido nenhum. O meu apelido é macaco! O macaco sou eu!", disse, ao JN, o líder dos Super Dragões.

"Toda a gente me conhece por macaco. Até no Canelas o nome que aparece nas costas da minha camisola é macaco. Nos códigos eletrónicos e nas redes sociais é igual", acrescentou.

No entanto, o referido jornalista entende que a UEFA, que costuma ter mão pesada em situações do género, possa avaliar o eventual incidente. "Estou completamente tranquilo e nada tenho a temer. É de rir", disse, ainda, Fernando Madureira.