Canoagem

Fernando Pimenta forçado a desistir e Portugal "perde" a quinta medalha nos mundiais

Fernando Pimenta forçado a desistir e Portugal "perde" a quinta medalha nos mundiais

Portugal conquistou, este domingo, mais uma medalha nos Mundiais de canoagem de Halifax, dos quais a seleção sai com quatro pódios, lamentando a desistência de Fernando Pimenta no K1 5000 metros.

Nuns Mundiais em que todos os atletas portugueses ficaram dentro do 'top-10' no Canadá, Fernando Pimenta conquistou três medalhas e viu uma quarta a fugir-lhe, ao ser obrigado a desistir em K1 5.000 metros, devido a uma avaria quando liderava a prova.

O duas vezes medalhado olímpico foi, mais uma vez, o farol de uma equipa repleta de grandes atletas, como o comprovam os desempenhos globais difíceis de igualar no desporto de alto rendimento em Portugal.

PUB

O canoísta limiano foi prata em K1 1.000 metros e K2 500 misto com Teresa Portela, numa medalha obtida hoje, além de bronze em K1 500 metros. Na última prova da competição, liderava os K1 5.000, porém, ao entrar na água saído da primeira portagem (um percurso em terra, a correr com o caiaque na mão), percebeu que o seu leme teria partido e, visivelmente agastado, foi forçado a desistir.

Momentos antes, tinha aproveitado uma confusão atrás de si para abrir um fosso no grupo, pelo que os três primeiros já tinham boa folga para o resto do pelotão.

Destacou-se ainda o K2 500 metros de João Ribeiro e Messias Baptista, com um 'top-5' que, no entanto, desagradou à dupla lusa, que liderava a meio da prova e acredita ter valor para mais, mesmo que numa tripulação que treina em registo tipo 'part time'.

A prioridade de João e Messias, bem como da federação, é qualificar para Paris2024 o maior número possível de atletas, daí a prioridade ser o K4 500, que envolve estes dois atletas e ainda Emanuel Silva e David Varela.

Num Mundial em crescendo, e com João Ribeiro a estrear-se como a voz de comando da embarcação, as eliminatórias correram mal, melhoraram na meia-final e na regata das medalhas tiveram o seu desempenho mais promissor, com o sétimo lugar que nos Mundiais de 2023 valeria o apuramento para os Jogos Olímpicos.

Teresa Portela compensou a frustração de falhar, por um lugar, a final dos olímpicos K1 500 metros com o sexto lugar em K1 200 e, sobretudo, a prata com Pimenta na sua estreia em K2 500 misto.

Kevin Santos, que procura entrar no K4 500, objetivo que não conseguiu esta época, mas vai insistir na próxima, foi sexto em K1 200 metros, melhorando o nono lugar de 2021.

Na paracanoagem, foi Norberto Mourão a repetir o bronze em VL2 -- resultado que também conquistou nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020 -, enquanto o seu colega Alex Santos foi quinto em KL1.

Portugal terminou os mundiais em 15.º no quadro de medalhas global, enquanto na paracanoagem foi 13.º, em igualdade com a Nova Zelândia e o Usbequistão.

Resultados completos de Portugal nos mundiais de canoagem:

- 200 metros:

K1 Teresa Portela -- 6.º.

K1 Kevin Santos -- 6.º.

- 500 metros:

K1 Fernando Pimenta -- MEDALHA DE BRONZE.

K1 Teresa Portela -- 10.ª.

K2 João Ribeiro/Messias Baptista -- 5.º.

K2 misto Fernando Pimenta/Teresa Portela -- MEDALHA DE PRATA.

K4 João Ribeiro/Messias Baptista/Emanuel Silva/David Varela -- 7.º.

- 1000 metros

K1 Fernando Pimenta -- MEDALHA DE PRATA.

- 5000 metros:

K1 Fernando Pimenta -- Desistiu (leme partido).

Paracanoagem:

- 200 metros:

VL2 Norberto Mourão -- MEDALHA DE BRONZE.

KL1 Alex Santos -- 5.º lugar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG