Mundial 2022

Fernando Santos: "Deixem o Cristiano em paz, ele não merece"

Fernando Santos: "Deixem o Cristiano em paz, ele não merece"

O selecionador nacional, Fernando Santos, fez um apelo em relação a todas as polémicas que têm envolvido Cristiano Ronaldo e confirmou a existência de uma conversa para revelar ao avançado que não seria titular frente à Suíça.

"Essa conversa aconteceu, mal seria se não tivesse acontecido. Não tenho essa conversa com todos, é verdade, mas o Cristiano é capitão e já deu tudo ao futebol português, tinha, naturalmente, de ter essa conversa com ele. No dia do jogo, depois de almoço, expliquei as razões porque não iria jogar. Ele naturalmente não ficou satisfeito, é óbvio porque sempre foi titular. Mas foi uma conversa perfeitamente normal e tranquila, em que expus os meus pontos de vista. Nunca em momento nenhum me disse que queria sair da seleção. É tempo de pararmos com algumas coisas, está na moda criticarmos o Cristiano. Ele deu o grito antes do jogo, saiu com os jogadores, festejou os golos, puxou os colegas para agradecer ao público e a única coisa que notaram foi que saiu sozinho. Deixem o Ronaldo em paz, não merece", disse Fernando Santos, sobre a polémica a envolver Cristiano Ronaldo.

PUB

O selecionador nacional elogiou ainda o espírito de equipa dentro da seleção. "Não acredito que algum português não queira o sucesso da seleção. Esta questão do Cristiano, de não realçar as coisas positivas, não é de hoje. Nem sei como a informação sobre essa conversa passou, porque é mentira. O que tenho a realçar é o ambiente entre estes 24 jogadores, sem isso não estaríamos aqui", acrescentou.

Sobre o jogo contra Marrocos, Fernando Santos elogiou o adversário, referindo que tem muito critério no momento defensivo e jogadores de elevada qualidade, que competem em grandes clubes europeus. "Em equipa que ganha não se mexe? Marrocos tem semelhanças à Suíça? Vai apresentar-nos coisas diferentes", disse.

João Félix, o jogador presente na conferência de imprensa, também comentou o tema Cristiano Ronaldo. "Não vou responder sobre o Cristiano, quero só deixar uma mensagem. Portugal está numa grande competição, acho que devíamos estar mais unidos e não tentar estragar o ambiente".

O avançado explicou não sentir obrigação de passar a bola a Ronaldo. "Procuramos fazer o melhor em campo, da minha parte não sinto a obrigação de passar sempre a bola ao Cristiano. Ele tem umas características que outros jogadores não têm, e outros jogadores têm características que ele não tem. Portanto, podemos jogar de formas diferentes estando ele ou não em campo", explicou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG