Fórmula 1

Hamilton vence em Silverstone e aproxima-se da liderança do Mundial

Hamilton vence em Silverstone e aproxima-se da liderança do Mundial

Lewis Hamilton (Mercedes) venceu, este domingo, o Grande Prémio da Grã-Bretanha e aproximou-se da liderança do holandês Max Verstappen (Red Bull), que se despistou na primeira volta.

Hamilton terminou as 52 voltas ao traçado de Silverstone em 1:58.23,283 horas, deixando o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) em segundo, a 3,871 segundos, e o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) em terceiro, a 11,125.

Esta foi a oitava vitória do campeão do mundo na corrida caseira, igualando o registo de oito vitórias conseguidas por si próprio na Hungria e pelo alemão Michael Schumacher em França.

A corrida ficou marcada pelo toque entre Verstappen e Hamilton logo no início da segunda volta, que provocou o despiste do piloto dos Países Baixos, que teve de ir ao hospital por precaução após embater a grande velocidade nos pneus de proteção do circuito.

Hamilton, que largou da segunda posição, arrancou bem e pressionou Verstappen, autor da pole, durante toda a primeira volta.

Até que, de volta à primeira curva do circuito, Hamilton tentou passar por dentro, enquanto Verstappen, para se defender, fechou a trajetória, com a sua roda traseira direita e a roda dianteira esquerda do Mercedes do britânico a tocarem-se, o que fez o holandês perder o controlo do seu Red Bull.

Foi o momento de maior tensão entre os dois contendores ao título esta temporada e valeu uma penalização de 10 segundos ao britânico.

PUB

Na sequência do incidente entre ambos, Charles Leclerc assumiu a liderança da corrida, que manteve até à 50.ª volta.

Hamilton chegou a recuar até à quarta posição após a paragem nas boxes, que serviu também para cumprir o castigo imposto pela direção de corrida, mas, numa carga final, apanhou Leclerc e ultrapassou-o, a três voltas do fim.

Com esta vitória, recuperou 25 dos 33 pontos que tinha em atraso para Verstappen, líder do campeonato, com 185.

A Red Bull mandou o mexicano Sérgio Perez às boxes na última volta para montar pneus macios e roubar o ponto extra da volta mais rápida da corrida a Hamilton, o que conseguiu.

O britânico Lando Norris (McLaren) foi quarto, na frente do seu companheiro de equipa, o australiano Daniel Ricciardo (McLaren), e mantém-se como o único piloto que pontuou em todas as corridas desta temporada.

Este foi o 99.º triunfo de Hamilton, que já não vencia desde o dia 09 de maio, no GP de Espanha, quarto da temporada após 10 corridas disputadas.

"Foi uma corrida difícil, com o melhor público. Estou muito agradecido aos fãs. É um sonho fazer isto em frente a este público", frisou Hamilton, perante 140 mil espetadores.

O britânico garantiu ter dado "tudo o que tinha".

"O Max [Verstappen] é muito agressivo. Hoje, fiquei junto dele, mas dei-lhe espaço", garantiu.

No campeonato de construtores, a Red Bull manteve a liderança, com 289 pontos, contra os 285 da Mercedes.

A próxima ronda disputa-se a 1 de agosto, na Hungria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG