Desporto

Antero Henrique deixa SAD do F.C. Porto

Antero Henrique deixa SAD do F.C. Porto

O F.C. Porto oficializou, em comunicado, a saída do administrador com a pasta do futebol, "por motivos de ordem pessoal".

"A seu pedido, Antero Henrique deixa hoje de desempenhar quaisquer cargos no grupo F. C. Porto. Compreendendo as razões invocadas para esta decisão não podemos deixar de registar e agradecer todo o trabalho efetuado no grupo FC Porto, com total dedicação e disponibilidade ímpar ao longo dos últimos 26 anos", pode ler-se na nota portista.

"No que ao futebol diz respeito será substituído, com efeitos imediatos, por Luís Manuel Beleza Vasconcelos Gonçalves, antigo vice-presidente e sócio número 2287", acrescenta o comunicado, publicado no site oficial do F. C. Porto e também enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Luís Gonçalves desempenhava, até agora, a função de diretor de "scouting" do Shakhtar Donetsk, na Ucrânia.

Antero Henrique, transmontano, de 48 anos, chegou ao F. C. Porto em 1990, desempenhando inicialmente funções de coordenação na revista Dragões, de onde passou para a assessoria de imprensa, ainda durante a década de 1990. Com a criação da SAD, em 1997, foi o principal responsável pela reestruturação do departamento de Relações Externas.

Em 2005, foi promovido a diretor geral, passando a funcionar como braço direito de Pinto da Costa na gestão da pasta do futebol, com voz ativa, e por vezes decisiva, no que diz respeito a contratações, vendas e dispensas de jogadores.

Foi a cara do projeto "Visão 611", que pretendia reforçar a aposta na formação e revolucionar todo o sistema de "scouting" do clube, acumulando títulos atrás de títulos no futebol durante quase uma década, com destaque para o tetracampeonato, conquistado pelos dragões entre 2005/06 e 2008/09, e para a vitória da Liga Europa, em 2010/11.

Já este ano, antes de ter sido mais uma vez eleito vice-presidente do clube, na lista liderada por Pinto da Costa, Antero foi de novo promovido, desta vez a administrador da SAD portista, passando a ter o mesmo cargo de Adelino Caldeira, Fernando Gomes e Reinaldo Teles, sempre com a pasta do futebol profissional.