Taça de Portugal

Aves deu bicada final no "leão" já ferido

Aves deu bicada final no "leão" já ferido

O Aves venceu (2-1), este domingo, o Sporting no Jamor e conquistou, pela primeira vez na história, a Taça de Portugal. Guedes bisou e foi a figura do jogo.

Foi chegar, ver e vencer. O Aves, estreante nas finais da Taça de Portugal, foi quem fez a festa na prova rainha, frente a um leão ferido, após uma semana marcada por agressões de adeptos a jogadores e contestação, até política, ao presidente do Sporting, que sofreu longe do Jamor.

A equipa de José Mota chegou à vantagem aos 16 minutos do encontro, por Guedes. Após um ataque rápido, Braga assistiu o avançado que, de cabeça, inaugurou o marcador. Rui Patrício ainda tocou na bola, mas não teve como evitar o golo.

Do lado dos leões, Gelson Martins foi o mais perigoso. O extremo do Sporting viu Quim negar-lhe o golo em duas ocasiões: Aos 11 minutos, assistido por Acuña, o extremo rematou para defesa do guarda-redes. Pouco depois, Quim voltou a estar em grande: isolado, Gelson aproveitou um passe de calcanhar de Coates mas valeu a defesa do guardião.

Os avenses aumentaram a vantagem na segunda parte, novamente por Guedes. O avançado recebeu um passe fantástico de Vítor Gomes, deixou Coates por terra e atirou para o fundo das redes da baliza de Rui Patrício.

Como resposta, Bas Dost teve uma oportunidade de ouro de diminuir a vantagem. Após um remate de Bruno Fernandes, que Quim defendeu, o holandês, na recarga e com a baliza completamente aberta, acertou na trave. Seria Fredy Montero a marcar pelos leões. Depois de receber a bola pela direita, o colombiano, com um remate acrobático, diminuiu a desvantagem leonina mas não evitou o desaire.

Os últimos minutos foram de grande pressão do Sporting, que tentou tudo para levar o jogo a prolongamento, mas o Aves defendeu-se com garras e dentes e segurou uma vantagem histórica e conquistou a Taça de Portugal.