O Jogo ao Vivo

Futebol

F. C. Porto acusa aeroporto de Faro de "comportamento discriminatório"

F. C. Porto acusa aeroporto de Faro de "comportamento discriminatório"

No programa "Universo Porto da Bancada" desta terça-feira, Francisco J. Marques revelou episódios do regresso "atribulado" do F. C. Porto do Algarve depois de derrotar o Portimonense.

"O regresso ao Porto foi atribulado", constatou J. Marques, contando que o clube "fretou um avião para regressar após o final do jogo com o Portimonense, fazendo como é habitual após jogos nas competições europeias".

"Havia a informação de que o aeroporto de Faro encerrava à meia-noite e, por isso, o F. C. Porto pediu uma exceção - algo que é perfeitamente habitual - de permissão de levantar voo até às 00.45 horas (...) Essa autorização nunca foi concedida, o que é no mínimo estranho. Estamos no nosso país, pretendíamos apenas e só regressar para descansar", explicou.

"Dou o exemplo do aeroporto de Munique. A Alemanha tem legislação rigorosa por causa do ruído e por isso o aeroporto fecha às 23 horas. Ora, o governo regional da Baviera concedeu uma autorização excecional que permite a todas as equipas que defrontam o Bayern levantar voo até à 1.30 horas, duas horas e meia de tolerância para descolar. O F. C. Porto pediu apenas 45 minutos e até pretendia descolar meia hora depois da meia-noite", continuou.

Depois de ficar mais uma noite no Algarve, o F. C. Porto regressou apenas na segunda-feira mas, segundo Francisco J. Marques, voltou a ser alvo de "comportamento discriminatório e hostil". "O F. C. Porto pretendia comprar cartões green ways para passar as formalidades de forma mais rápida, poupando os jogadores de ficar na fila. É um serviço que é pago, qualquer pessoa pode usufruir. Não foi permitido pelo diretor de segurança Francisco Gomes, argumentando que a companhia aérea do charter não tinha protocolo para o fazer. Ora, um funcionário da companhia aérea de charter revelou que ainda recentemente tinham adquirido esse serviço de green ways. Isto é inaceitável. Não sei quem é o senhor Francisco Gomes, sei que teve um comportamento discriminatório e hostil para com o F. C. Porto. Esperemos que a a ANARC e o aeroporto de Faro se pronunciem sobre isto", concluiu.

ver mais vídeos