O Jogo ao Vivo

Futebol

Jogadores do União da Madeira já procuram novo clube

Jogadores do União da Madeira já procuram novo clube

Os atletas do emblema madeirense disseram esta segunda-feira que já procuram novo clube, após o emblema insular ter sido excluído do Campeonato de Portugal de futebol, após duas faltas de comparência consecutivas.

"Estamos quase todos a procurar clube para continuar a fazer aquilo que mais gostamos, jogar futebol. Alguns jogadores até já foram embora da Madeira e pediram a carta de desvinculação para encontrar clube o mais rápido possível", afirmou à Lusa o defesa central Luka Jokanovic.

O União da Madeira está fora do Campeonato de Portugal, segundo os regulamentos da competição, depois da falta de comparência na jornada em atraso diante do Merelinense, que deveria ter sido cumprida em 21 de novembro, e no encontro frente ao Pedras Rubras, no domingo.

PUB

"O clube que não compareça injustificadamente em dois jogos oficiais consecutivos ou três interpolados é sancionado com impedimento de participação em competição entre 1 e 3 épocas desportivas", lê-se no regulamento da Federação Portuguesa de Futebol.

O atleta luso-sérvio, natural do Funchal, garantiu estar "desportivamente e emocionalmente muito triste por isto estar a acontecer a um clube centenário e histórico", que acredita não estar muito longe de um Nacional ou Marítimo, tendo competido na I Liga na época 2015/16.

"A partir do momento em que começou a haver falta de dinheiro e não nos renumeraram, desde o segundo mês, começámos a ficar sem saber que rumo o clube iria tomar, mas decidimos lá continuar", referiu Luka Jokanovic, relembrando que os jogadores se apresentaram diante do Merelinense, mas não foi disponibilizado equipamento para levar o jogo avante.

A decisão de não jogar mais foi tomada no jogo em atraso da quarta jornada, segundo o atleta, que garantiu que a semana antecedente ao embate diante do Merelinense foi a última de treinos.

Continuar a jogar futebol é o objetivo dos atletas que acreditam que o processo de desvinculação não será um problema.

"Penso que à partida já estamos todos desvinculados, mas se ainda não estivermos acho que a Federação [Portuguesa de Futebol] consegue tratar disso já esta semana, visto que o União [SAD] já está suspenso de todas as competições", reforçou.

Já o capitão madeirense da equipa de 'Vale Paraíso', Zé Pedro, não escondeu o desânimo, relembrando que o União, clube do seu coração, o "viu crescer como pessoa e jogador", reforçando que "não há palavras para descrever o que se está a passar".

Os dois atletas do emblema madeirense garantiram que as notícias de que os jogadores do plantel passaram fome "são falsas".

"As acusações de faltar comida é totalmente mentira. Nenhum atleta passou fome. Depois do treino ficava algum tempo com atletas que ficavam no complexo tendo, inclusive, jantado lá uma vez", sublinhou Luka Jokanovic.

Por outro lado, Zé Pedro, de 21 anos, garantiu que as refeições nas deslocações "não eram adequadas para jogadores antes de um jogo", referindo-se às "sandes de queijo e fiambre, uma peça de fruta e uma garrafa de água".

Para colmatar esta lacuna, o central luso-sérvio "já ia prevenido de casa e levava almoço para comer no autocarro" a caminho do local do jogo.

"Entendo que era tudo curtinho, que não havia muito tempo, mas lá que podiam oferecer um almoço melhor, lá isso podiam", frisou.

O filho de 22 anos do treinador Predrag Jokanovic, que orientou as três maiores equipas da região (Nacional, Marítimo e União), relembrou ainda a passagem do seu pai pelo União da Madeira na II Liga, quando "o estádio costumava estar cheio", sublinhando que sente "uma pena profunda pelos adeptos que vivem o clube".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG