Liga Europa

Lenda do Manchester United "exige" regresso de Diogo Dalot a Old Trafford

Lenda do Manchester United "exige" regresso de Diogo Dalot a Old Trafford

Pendurou as chuteiras em 2012/13, com 21 jogos e um golo na época do adeus. Só representou um clube durante toda a longa e premiada carreira de futebolista. Por tudo isso, Paul Scholes é uma lenda viva da história do Manchester United e uma voz autorizada na atualidade do clube.

Após o empate desta quinta-feira, por 1-1, entre o Manchester United e o AC Milan, a contar para a 1.ª mão dos oitavos de final da Liga Europa, Paul Scholes teceu os maiores elogios ao internacional jovem português, Diogo Dalot, como que a exigir o regresso do lateral a Old Trafford, no final da temporada.

Dalot, recorde-se, foi emprestado esta época pelos red devils aos "rossoneri" e a exibição que realizou hoje, no regresso ao palco do United, desta feita como adversário, convenceu Paul Scholes. O jogador formado no F. C. Porto cumpriu os 90 minutos em campo, a jogar na lateral esquerda do Milan.

"Diogo Dalot é lateral direito e jogou fora da posição habitual, mas até os cruzamentos com o pé esquerdo saíram de forma brilhante. Defensivamente fez tudo o que tinha que fazer", comentou o antigo médio do United e atualmente treinador do Salford City, do quarto escalão do futebol inglês.

Sobre o futuro do lateral, de 21 anos, Paul Scholes foi igualmente taxativo. "Sair para o Milan foi a opção certa para jogar com maior frequência. Isso vai fazer-lhe bem, mas espero que regresse ao Manchester United no final da época. Creio que é isso que vai acontecer", afirmou ainda, em declarações ao canal desportivo "BT Sports".

Scholes defende que, com uma boa pré época, Dalot tem tudo para desafiar o atual dono da lateral direita do Manchester United, Aaron Wan-Bissaka, que, neste jogo da Liga Europa, foi substituído aos 74 minutos.

O antigo internacional inglês também elogiou o discurso de Dalot no final do desafio em Old Trafford, contra a equipa que o emprestou ao Milan.

PUB

"Foi um misto de sentimentos. Tenho saudades deste clube, guardo ótimas recordações do que aqui vivi, mas hoje estive do outro lado da barricada, a defender o emblema do Milan", explicou Dalot, assumindo, depois, que ainda "tem muito a melhor" e que trabalha "para isso todos os dias".

Recorde-se que há muito que é noticiado que o Milan pretende assegurar Dalot a título definitivo. Falta saber se terá argumentos financeiros para convencer o Manchester United a libertá-lo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG