Espanha

Lorenzo Sanz, antigo presidente do Real Madrid, morre com Covid-19

Lorenzo Sanz, antigo presidente do Real Madrid, morre com Covid-19

O ex-presidente dos merengues, de 76 anos, morreu este sábado depois de ter sido infetado com o novo coronavírus. Lorenzo Sanz estava internado há alguns dias.

Lorenzo Sanz, de 76 anos, encontrava-se em estado grave nos cuidados intensivos da Fundação Jiménez Díaz, em Madrid, há alguns dias e, na tarde deste sábado, o filho Fernando Sanz disse, pelas redes sociais, estar "à espera de um milagre". O Real Madrid já emitiu uma nota de pesar.

O ex-presidente do Real Madrid - liderou os merengues de 1995 a 2000 - estava internado desde o dia 17 de março, infetado com Covid-19. Sanz, que era hipertenso, esteve uma semana em casa com febre. "Estava há oito dias com febre, ao telefone disseram-lhe para tomar paracetamol. Aguentou oito dias, não queria colapsar o hospital por solidariedade, até que lhe começou a faltar o ar e ficou pior. Estava bem de saúde, mas pecou por ser solidário, não queria incomodar", contou na altura o filho, ainda antes de saber o resultado do teste.

Lorenzo Sanz chegou ao Real Madrid em 1985 e tornou-se presidente dez anos depois. Em 1998, 32 anos depois, o clube merengue acabaria por voltar a vencer a Liga dos Campeões frente à Juventus, feito que viria a repetir, em 2000, frente ao Valencia. No mesmo ano, a 16 de julho, Sanz acabaria por perder as eleições frente a Florentino Pérez, atual presidente do Real Madrid. Além das duas Champions, conquistou ainda um campeonato, uma Supertaça de Espanha e uma Taça Intercontinental.

Iker Casillas, guarda-redes do F. C. Porto, já reagiu ao falecimento nas redes sociais: "Um abraço enorme a toda a família e amigos neste momento tão duro", escreveu no Twitter.

Espanha registou, só este sábado, 4946 novos casos da Covid-19, elevando para quase 25 mil o total de infetados. Há mais de 1350 vítimas mortais e mais de dois mil pacientes recuperados.

Outras Notícias