O Jogo ao Vivo

Futebol

Vieira diz que pandemia estragou negócio de 200 milhões ao Benfica

Vieira diz que pandemia estragou negócio de 200 milhões ao Benfica

O presidente do Benfica revelou, esta segunda-feira, que recebeu uma proposta pelo avançado brasileiro. O líder das águias abordou, ainda, o chumbo da OPA e garantiu que Bruno Lage continuará no comando técnico.

A Liga está prestes a regressar - a retoma é na quarta-feira - e o Benfica já não depende de si para se sagrar campeão. Os encarnados, que chegaram a liderar o campeonato com sete pontos de vantagem, perderam o primeiro lugar para o F. C. Porto, que agora comandam com um de vantagem. Ainda assim, Luís Filipe Vieira garante que o clube não atirou a toalha ao chão: "Temos ambição de ganhar. É para continuar. Em termos desportivos, vamos entrar com todo o gás. Temos um ponto de atraso, mas com 30 pontos seremos campeões", começou por dizer em entrevista à BTV.

Relativamente à crise económica provocada pela pandemia, o líder do Benfica foi categórico: reconheceu o momento difícil mas garantiu que não haverá despedimentos nem redução de salários.

"A crise é muito profunda, tanto em Portugal como no Mundo. Baixar ordenados não está nos meus planos. Foi uma das coisas que disse logo. Não está no meu horizonte despedir pessoas. Não nos podemos esquecer que chegamos aqui com o pessoal todo. Somos um clube reconhecido, por isso não existe um horizonte de amanhã entrar em lay-off. Há uma coisa que sabemos: temos de começar a gerir o Benfica de forma diferente. Agora não sei se até dez dias não se pára o campeonato, se há competições europeias. É gerir no dia-a-dia", acrescentou, não escondendo que o surto do novo coronavírus deitou por terra dois negócios dos encarnados.

"Recebi uma proposta de 60 milhões pelo Vinícius e não vendi. Está tabelado por 100 milhões. Se não fosse a pandemia o Benfica tinha dois jogadores vendidos por 100 milhões de euros. Cada um. Eram 200 milhões", atirou.

"O passivo do Benfica está nos 385 milhões de euros, mas o ativo ronda acima dos 600 milhões. Se pensar que nestes ativos, os jogadores estão avaliados em 117 milhões de euros. Em situações normais, um jogador do Benfica atinge esse valor. Esse ativo está muito por baixo. O passivo diz respeito a fornecedores, à volta de 80 ou 90 milhões de euros, dívidas a clubes, empréstimos e o contrato da NOS a ser reconhecido, 112 milhões de euros, durante o tempo do seu próprio vencimento. As contas do Benfica deviam ser motivo de orgulho para muita gente".

Chumbo da OPA: "O Benfica foi completamente transparente"

No início de maio, a CMVM chumbou a OPA do clube das águias, salientando ter encontrado irregularidades. Já Luís Filipe Vieira garante que o Benfica foi "totalmente transparente" e afirmou que o chumbou se deveu a uma "questão técnica".

"Tenho uma visão empresarial para o Benfica. Era a altura ideal para fazer a OPA ao Benfica face ao cash que tínhamos em caixa. A OPA foi proposta entre 3 e 5 euros mas é bom relembrar que, recuando no tempo, quando foi o aumento de capital do clube, na altura que fazia falta o dinheiro a sério, houve 24 mil sócios que subscreveram ações do Benfica. Mas havia uma diferença, faltavam cerca de 20 milhões de euros. Houve cinco pessoas que se chegaram à frente e colocaram dinheiro nessa operação, entre as quais eu. Na altura devida, puseram o dinheiro e o Benfica está grato. A OPA foi chumbada mas foi por uma parte técnica, os nossos juristas é que sabem, mas que não afeta a credibilidade do Benfica. Há uma coisa que a CMVM sabe: o Benfica foi completamente transparente, quem esteve nessa negociação foi transparente em toda a informação", explicou.

Bruno Lage continua

O treinador do Benfica tem contrato até 2024 e Luís Filipe Vieira garantiu a continuidade do técnico. "Fez um trabalho fantástico contra todas as expectativas no ano passado. Este ano começou bem, sucedeu um percalço a sério - em oito jogos só ganhámos um. Estou satisfeito com o trabalho dele, mas é normal a contestação. Vai continuar independentemente de ser campeão. A não ser que aconteça alguma coisa...", elogiou.

Sobre Jorge Jesus... não regressará tão cedo à Luz: "Sou amigo do Jorge. Tirando aquele ano que andámos pegados [mudança de Jorge Jesus para o Sporting 2015/16], tenho uma grande relação com ele, é um grande treinador. Não posso dizer que desta água nunca beberei. Não sei se não regressa um dia. É um treinador que deixou uma marca no Benfica, com um modelo de jogo que galvanizou muito os sócios do Benfica mas neste momento não há qualquer conversa com ele nesse sentido. Bruno Lage é o treinador ideal".

Sobre Pedro Proença: "Pinto da Costa diz uma coisa hoje e amanhã outra"

O Benfica abandonou a direção da Liga e Pinto da Costa, presidente do F. C. Porto, acusou o clube encarnado está a liderar um movimento para retirar Pedro Proença da direção da Liga. Luís Filipe Vieira garantiu não ter "nada contra" o presidente da Liga: "Pinto da Costa diz uma coisa hoje e amanhã outra. Se houve alguém que apoiou o Pedro Proença, fui eu. Esta história do Pedro Proença é simples: Temos a NOS, que nos paga uma fortuna, que recebeu uma carta em que falava de jogos em sinal aberto em nome dos clubes. E lógico que a operadora pensa que os clubes tinham conhecimento. Ao ler a carta fiquei indignado. Ninguém pode falar dos nossos diretos sem darmos autorização. Nem eu, nem o representante do Benfica tivemos conhecimento da carta e tínhamos de mostrar isso ao operador que nos paga", concluiu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG