O Jogo ao Vivo

Desporto

Não é só Futebol

Não é só Futebol. São os relógios que pararam, em simultâneo e sem coincidência. Por mais de 90 minutos, os mesmos minutos, os mesmos chuta!, passa!, os mesmos golooo!, ao mesmo tempo, síncronos, uníssonos, numa representação de comunhão que nada (nada!) reproduz a não ser o Desporto. É a União que Mandela acreditou. É a Igualdade, os valores do Olimpismo. São as desmedidas lições que só os obstáculos e as derrotas carregam. Os sorrisos e lamentos de meninos e meninas. Como Gonçalo, Vítor ou Nuno. Em Olhão, Vila das Aves ou Casal de Cambra, aos oito, sete e nove anos, a iniciar um caminho que é também Nosso. Meninos como António ou Diogo, que com 10 e 12 anos rumaram a casa, olhos cheios de sonho. Com a mesma idade, a muitos outros, concedem-se apenas três horas semanais de umas expressões, onde se inclui, parente pobre, a Educação Física. Portugal (que sonhamos Campeão do Mundo) já está entre campeões: nas horas que as crianças passam na escola. E uma imensa matéria-prima, em bruto, potenciais Heróis (daqueles que param os relógios, em simultâneo e sem coincidência), sentada, cativa na inatividade, nos ecrãs, no sofá. Não é só Futebol. É o sonho do meu filho, dos vossos, dos avós, do vizinho, do patrão, dos que jubilamos pelo golo do Cristiano, pela defesa do Diogo, pela triangulação do Otávio, pelo vislumbre do (tão nosso) verde e vermelho. E pelo próximo Rúben, pelo próximo Bruno. Pelas próximas Jessica, Vanessa ou Kika: eles(as) merecem que a sala de aula não seja uma prisão.

*Médica

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG