Boavista - Braga

Ofertas a abrir facilitam a vida a minhotos desfalcados

Ofertas a abrir facilitam a vida a minhotos desfalcados

Guerreiros do Minho, com sete baixas no plantel, goleiam um opositor que cedo cometeu vários erros. Jesualdo Ferreira tem muito trabalho pela frente no comando axadrezado.

Com uma entrada forte, o Sporting de Braga marcou três golos sem resposta antes da meia hora inicial, desequilibrando cedo o jogo frente ao Boavista e alcançando um triunfo indiscutível. A vitória permite à equipa de Carlos Carvalhal, ultrapassar, à condição, o F. C. Porto e igualar o Benfica, na segunda posição. Já os boavisteiros não ganham há dois meses e continuam em zona de intranquilidade.

A contas com sete baixas, entre casos de covid-19 e lesões que até obrigaram ao recurso ao veterano Rolando, que ainda não tinha jogado esta época, o Braga teve o mérito de entrar de rompante e de saber aproveitar as ofertas do Boavista. Primeiro foi Yusupha, em missão defensiva, a ceder a bola a Fransérgio em zona proibida. O brasileiro aproveitou e serviu Paulinho para o golo inaugural.

Ao quarto de hora surgiu o segundo golo do Braga. Mau passe de Devenish, Iuri Medeiros ganhou a bola e, num remate com o pé esquerdo de fora da área, assinou um golaço.

Antes da meia hora, surgiu o 0-3. Sequeira abriu em Ricardo Horta, Hamache ficou para trás e o número 21 do Braga picou com classe para o fundo da baliza.

Na segunda parte, após dois golos bem anulados ao Braga, o Boavista reagiu, com Devenish a reduzir, na sequência de um canto, mas pouco depois o Braga voltou à diferença de três golos, com Ricardo Horta novamente a marcar, após passe atrasado de Paulinho.

O jogo ficou definitivamente resolvido, com o Braga a confirmar a quinta vitória seguida, em todas as provas, tendo tempo para o regresso de Gaitán e para a estreia de Bruno Rodrigues.

PUB

Já Jesualdo Ferreira e naquele que era o primeiro jogo no Bessa, tirou por certo a ilação de que tem muito trabalho pela frente. Desta vez não contou com Javi García (lesão) e Sauer (isolamento profilático). Mesmo num plantel jovem, as baixas não explicam tudo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG