Brasil

Palmeiras de Abel fica sem jogador por causa de um piercing

Palmeiras de Abel fica sem jogador por causa de um piercing

Equipa de Abel Ferreira foi obrigada a jogar reduzida a dez jogadores por causa de um piercing de Patrick de Paula. Técnico garante que vai haver castigo.

A vitória (2-1) do Palmeiras deste domingo diante do América de Minas Gerais ficou marcada por um episódio, no mínimo, insólito. Ainda na primeira parte, quando o resultado estava 0-0, o árbitro do encontro reparou que Patrick de Paula tinha um piercing na orelha e obrigou o atleta a deixar o relvado para o tirar. O problema é que, uma tarefa que parecia simples, demorou seis minutos e, por isso, a equipa de Abel Ferreira acabou por jogar em inferioridade numérica esse tempo todo.

Patrick de Paula já fez questão de pedir desculpa, através das redes sociais, a todos os adeptos e companheiros de equipa mas, pela reação do técnico português, o médio não vai mesmo escapar do castigo.

"Já disse isto aqui: trato os meus jogadores exatamente da mesma maneira que trato as minhas filhas. A mais velha, quando não dou o que ela quer, diz que sou o pior pai do mundo e a mais nova igual. E há vezes em que dizem que sou o melhor pai do mundo. O Patrick é um jogador que tem uma qualidade técnica muito acima da média, mas temos de andar sempre a puxar-lhe as orelhas. Posso confessar que quando estudava, um professor me puxava muito as orelhas, porque fazia muitas asneiras e fui aprendendo. Mas esses puxões de orelhas são feitos em casa. Não gosto de castigar as minhas filhas à frente dos outros. É isso que vai acontecer ao Patrick", disse Abel Ferreira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG