Mundial 2022

Portugal passa com facilidade no teste do Azerbaijão

Portugal passa com facilidade no teste do Azerbaijão

Portugal enfrentou e venceu esta tarde o Azerbaijão por 3-0, em mais um jogo de qualificação para o Mundial 2022, desta vez sem Cristiano Ronaldo, que esteve suspenso por acumulação de cartões amarelos. Os golos da partida foram marcados por Bernardo Silva, André Silva e Diogo Jota.

Portugal entrou em campo num 4-3-3, com João Palhinha como médio mais defensivo e Moutinho e Bruno Fernandes como interiores, com o médio do Manchester United a ter maior protagonismo no aspeto ofensivo, assumindo a batuta criativa da equipa.

O jogo começou com a seleção nacional mais forte do que o adversário. Diogo Jota e Bernardo Silva jogaram mais por dentro, com Cancelo e Raphael Guerreiro a terem a missão de darem largura no ataque. Cancelo foi presença ativa na lateral direita, criando jogadas de perigo com cruzamentos certeiros. Apesar de a equipa ter passado por um período sem criar muitas oportunidades claras de golo, as jogadas melhor construídas surgiram através das desmarcações de Jota, das arrancadas de Cancelo, ou dos movimentos em apoio de André Silva, que arrastavam marcações e permitiam desbloquear a defesa fechada do Azerbaijão.

PUB

O primeiro golo surgiu aos 26 minutos, por Bernardo Silva. O lance começou com um passe teleguiado de Bruno Fernandes para a direita, encontrando a desmarcação do jogador do Manchester City, que finalizou com a parte de fora do pé, um gesto técnico de grande classe.

Quatro minutos depois, a bola voltou a entrar na baliza do Azerbaijão. Bruno Fernandes teve novamente protagonismo. Tirou mais um cruzamento e encontrou Diogo Jota que, com um toque subtil, assistiu André Silva.

A segunda parte começou com a saída de João Palhinha, que já tinha cartão amarelo e foi substituído por Rúben Neves.

Portugal manteve o ritmo de jogo alto, não permitindo ao adversário ter posse da bola e recorrendo a ataques com circulação rápida, várias combinações e movimentações, que criaram perigo para a baliza do adversário.

O Azerbaijão deu muito espaço na defesa aos médios portugueses, em zona de criação sobretudo, mas também para as entradas na velocidade de Cancelo e Jota. O terceiro golo surgiu de um trabalho do lateral direito. Cruzou para Diogo Jota e o avançado do Liverpool cabeceou, sozinho no coração da área, para o fundo da baliza.

A vitória fez subir Portugal para os 13 pontos e à liderança isolada do Grupo A. A equipa das quinas aguarda pelo resultado do encontro entre a Sérvia e a Irlanda para saber se permanece na primeira posição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG