EUA

Portuguesa conquista medalha de bronze na Taça do Mundo de escalada adaptada

Portuguesa conquista medalha de bronze na Taça do Mundo de escalada adaptada

Tânia Chaves, atleta do Clube de Escalada de Braga, conquistou, na quarta-feira, a medalha de bronze na Taça do Mundo de escalada adaptada, em Salt Lake City, EUA.

Dia histórico e inesquecível para Tânia Chaves. A atleta do Clube de Escalada de Braga viajou até aos EUA e conseguiu fazer história, depois de conquistar o bronze na Taça do Mundo de escalada adaptada, a medalha primeira para Portugal numa prova da Federação Internacional de Escalada Esportiva.

Tânia, que conseguiu ir à competição graças a uma angariação de fundos, sagrou-se, em 2021, tricampeã nacional de escalada adaptada na categoria AL2 (amputação de membro inferior), e conseguiu também um terceiro lugar nas provas da taça do Mundo em Innsbruck e Briançon e um segundo lugar no campeonato do Mundo em Moscovo.

Aos 14 anos, a jovem transmontana, natural de Valpaços, ficou a saber que tinha um osteossarcoma, um tumor maligno com origem em células que formam o osso, os osteoblastos, que pode aparecer, sobretudo, no joelho ou na parte superior do braço.

Apesar dos tratamentos de quimioterapia, o cancro espalhou-se e Tânia Chaves, a menina que adorava praticar desporto, correr e jogar à bola com os rapazes, teve de amputar uma perna. Mas recusou assumir tal infelicidade como uma sentença. "Desistir não faz parte do meu dicionário", garantiu, ao JN.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG