Itália

Robinho condenado a nove anos de prisão

Robinho condenado a nove anos de prisão

A Corte de Cassação de Roma, equivalente ao Supremo Tribunal, rejeitou o recurso apresentado pelo internacional brasileiro, e pelo amigo Ricardo Falco, confirmando a condenação de ambos por violação sexual coletiva contra uma jovem de 23 anos, ocorrida em 2013.

A sentença já não é passível de mais recursos e a execução da pena tem efeitos imediatos, mas ambos os condenados encontram-se no Brasil, país que, recorde-se, não extradita os seus cidadãos.

No entanto, as autoridades italianas ponderam apresentar um pedido formal à Justiça brasileira para que Robinho e Ricardo Falco cumpram a pena em prisões brasileiras.

O caso de violação aconteceu quando Robinho jogava no Milan e, além do ex-futebolista e do amigo, mais três pessoas participaram na violação coletiva da jovem, que tinha festejado o 23.º aniversário numa discoteca de Milão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG