Sporting

Rúben Amorim: "A única dificuldade do regresso dos adeptos é os jogadores não me ouvirem"

Rúben Amorim: "A única dificuldade do regresso dos adeptos é os jogadores não me ouvirem"

Na reação à estreia na Liga 2021/22 Rúben Amorim revelou-se satisfeito com a prestação global da equipa, salientando que ainda há aspetos a melhorar. A nível individual abordou a exibição do reforço Rúben Vinagre e do goleador Pedro Gonçalves, deixando ainda uma palavra ao regresso do público ao estádio

"Até nós sentimos ansiedade neste jogo por isso consigo imaginar o que terá passado na cabeça dos jogadores do Vizela que vêm da Liga 2. Os jogadores têm de saber lidar com a pressão dos adeptos, acho que a única dificuldade é os jogadores não me conseguirem ouvir, ou pelo menos fingem que não me ouvem", lançou Amorim, visivelmente satisfeito com a vitória.

Quanto ao encontro propriamente dito o técnico leonino revela que já vê várias coisas que o agradam. "Entrámos bem no jogo e sabíamos que eles iriam fechar-nos os espaços, mas criámos boas ocasiões e por isso o resultado é justíssimo. Temos de melhorar na finalização, mas já demonstrámos muito trabalho ao nível da posse de bola", analisou.

PUB

Trabalho parece ser uma das palavras preferidas do jovem treinador dos leões, pois foi bastante utilizada na análise ao reforço Rúben Vinagre. "Demonstrou toda a capacidade ofensiva que tem, apesar de ter evidenciado dificuldades físicas. É um miúdo que pode crescer muito e confirmou o que já sabíamos sobre ele. Tem de trabalhar para ser opção e crescer, juntamente com a equipa".

Amorim também analisou a exibição do melhor marcador de 2020/21, Pedro Gonçalves, deixando uma reação bem-humorada, após o médio revelar na flash-interview que o barulho dos adeptos o deixou desconcentrado no início da partida. "Na primeira parte o Pedro não esteve cá, deve ter sido do barulho do público, mas o que vale é que depois compensou", brincou o técnico.

Questionado sobre a opção por Jovane Cabral, em detrimento de Nuno Santos, que até assistiu Paulinho para o 3-0, Amorim foi direto. "O Jovane tem mais sentido de baliza que o Nuno. Eles não estão ali para servir o Paulinho, estão em campo para servir a equipa, mediante as características que eu entendo que o jogo pede. O Nuno até pode ser dos mais refilões quando não joga, mas quando entra dá o litro e assim pode ficar chateado à vontade. Ate ja avise a família dele que o Nuno está chateado comigo e não com eles", revelou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG