O Jogo ao Vivo

Particular

Seleção feminina de futebol desperdiça vantagens e empata com Nigéria

Seleção feminina de futebol desperdiça vantagens e empata com Nigéria

A seleção portuguesa de futebol feminino desperdiçou no domingo duas vantagens de dois golos e ficou-se por um 'amargo' empate a três face à Nigéria, cedido sobre o final, num particular realizado em Houston, no Texas.

Depois da excelente atuação face aos Estados Unidos, na quinta-feira, Portugal esteve muito perto de bater a melhor seleção africana, o que não conseguiu devido ao desacerto na finalização, sobretudo de Jéssica Silva, e a mau passe a acabar de Mélissa Gomes, que acabou em 'lágrimas'.

Ao contrário do que tem acontecido em muitos jogos, o 'onze' de Francisco Neto criou muitas ocasiões de golo e concretizou três, por Chidinma Okeke, aos 22 minutos, na própria baliza, Carole Costa, aos 34, e Telma Encarnação, aos 49.

Jéssica Silva teve grandes ocasiões aos 42 e 50 minutos, mas falhou e, na resposta, a Nigéria reduziu, por Michelle Alozie, aos 44, e Diana Gomes, aos 51, na própria baliza, para, aos 90+5, Rasheedat Ajibade faturar após o erro de Mélissa Gomes.

Apesar de não ter vencido nenhum dos dois jogos da digressão norte-americana, Portugal mostrou, ainda assim, uma grande evolução no seu futebol e que tem uma série de jovens com futuro, como Francisca 'Kika' Nazareth, Catarina Amado, Andreia Faria, Andreia Jacinto ou Telma Encarnação.

Três dias após o desaire tangencial com os Estados Unidos, Francisco Neto fez seis alterações no 'onze', trocando Sílvia Rebelo, Joana Marchão, Dolores Silva, Tatiana Pinto, Andreia Norton e Diana Silva por Diana Gomes, Alícia Correia, Fátima Pinto, Andreia Jacinto, Andreia Faria e Telma Encarnação.

Apesar da 'revolução', Portugal entrou muito bem e fez as primeiras ameaças, num cabeceamento ao lado de Fátima Pinto, aos oito minutos, e num passe de Francisca Nazareth a isolar Telma Encarnação, que não logrou ultrapassar a guarda-redes, aos 11 minutos.

PUB

As nigerianas criaram a primeira grande ocasião aos 16 minutos, graças à velocidade de Oshoala, jogador do FC Barcelona, que finalizou mal, para, aos 22, Portugal marcar, num autogolo de Okeke, após centro na direita de Catarina Amado.

O golo afetou nitidamente as africanas, que só não ficaram a perder por 2-0, aos 30 minutos, porque uma das auxiliares da árbitra da partida assinalou muito mal um fora de jogo a Telma Encarnação, que marcou, isolada por Francisca Nazareth.

Mas, o segundo tento luso válido não tardou, já que, aos 34 minutos, a central Carole Costa marcou, isolada ao segundo poste, na sequência de um livre marcado na direita por Andreia Jacinto, depois de uma falta sobre Jéssica Silva.

Aos 42 minutos, Jéssica Silva teve uma enorme ocasião para o terceiro, mas atirou às malhas laterais, depois de ultrapassar a guarda-redes da Nigéria, que, aos 44, acabou por reduzir, por Alozie, após um canto, e um centro/remate de Chikwelu.

Ainda antes do intervalo, Oshoala poderia ter empatado, num momento de alguma desconcentração lusa.

O segundo tempo começou, praticamente, com o terceiro golo de Portugal, marcado por Telma Encarnação, através de um 'chapéu' a Oluehi, depois de uma assistência de Andreia Jacinto, que aproveitou falha da defesa nigeriana.

Logo a seguir, aos 50 minutos, Jéssica Silva voltou a falhar mais uma grande oportunidade e, como na primeira parte, a Nigéria respondeu com um golo, num lance infeliz de Diana Gomes, que desviou para a própria baliza um centro de Ajibade.

Telma Encarnação (54 minutos), Jéssica Silva (60) e Tatiana Pinto (64) desperdiçaram, depois, o quarto golo do conjunto de Francisco Neto, que trocou quatro jogadores aos 57 e ainda fez mais duas substituições, já nos 10 minutos finais.

Portugal foi conseguindo segurar a vantagem, mas, aos 90+4 minutos, Rasheedat Ajibade atirou à barra e, na sequência da jogada, Mélissa Gomes fez um mau passe, as nigerianas recuperaram e Antionette Payne assistiu Ajibade para o 3-3 final, aos 90+5.

Jogo no Estádio BBVA, em Houston.

Portugal - Nigéria, 3-3.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadoras:

1-0, Chidinma Okeke, 22 minutos (própria baliza).

2-0, Carole Costa, 34.

2-1, Michelle Alozie, 44.

3-1, Telma Encarnação, 49.

3-2, Diana Gomes, 51 (própria baliza).

3-3, Rasheedat Ajibade, 90+5.

Equipas:

- Portugal: Inês Pereira, Catarina Amado, Diana Gomes, Carole Costa, Alícia Correia, Fátima Pinto (Tatiana Pinto, 57), Andreia Jacinto (Andreia Norton, 57), Andreia Faria (Dolores Silva, 57), Francisca Nazareth (Melissa Gomes, 81), Jéssica Silva (Joana Marchão, 89) e Telma Encarnação (Diana Silva, 57).

(Suplentes: Rute Costa, Bárbara Santos, Mariana Azevedo, Sílvia Rebelo, Joana Marchão, Dolores Silva, Tatiana Pinto, Beatriz Cameirão, Mélissa Gomes, Lúcia Alves, Andreia Norton e Diana Silva).

Selecionador: Francisco Neto.

- Nigéria: Tochukwu Oluehi, Michelle Alozie, Chidinma Okeke, Onome Ebi (Nicole Payne, 58), Glory Ogbonna (Salome Zogg, 46), Rita Chikwelu (Joy Bokiri, 83), Rasheedat Ajibade, Antionette Payne, Ifeoma Onumonu (Ijeoma Okoronko, 46), Francisca Ordega (Gift Monday, 81) e Asisat Oshoala (Vivian Ikechukwu, 70).

(Suplentes: Yewande Balogun, Inyene Etim, Nicole Payne, Akudo Ogbonna, Oluwatosin Demehin, Salome Zogg, Uju Mbadi, Gift Monday, Ijeoma Okoronkwo, Charity Adule, Joy Bokiri e Vivian Ikechukwu).

Selecionador: Randy Waldrum.

Árbitra: Katja Koroleva (Estados Unidos).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rasheedat Ajidabe (75).

Assistência: Cerca de 5.000 espetadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG