Desporto

Superespecial na Foz do Porto em estreia no segundo dia do Rali de Portugal

Superespecial na Foz do Porto em estreia no segundo dia do Rali de Portugal

A estreia da Superespecial da Foz, no Porto, marca o segundo de três dias do Rali de Portugal, que hoje vai para a estrada, com o estónio Ott Tanäk (Hyundai i20) na liderança.

O vencedor da prova portuguesa em 2019 chega a este segundo dia com seis segundos de vantagem para o britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris), que é segundo, e nove para o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20), que é terceiro.

O francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris), campeão em título e líder do campeonato à partida desta quarta ronda, é quinto classificado, a 24 segundos de Tanäk.

O piloto gaulês cedeu muito tempo no primeiro dia devido ao facto de ter sido o primeiro piloto em pista, apanhando o piso muito escorregadio, com gravilha solta.

Hoje, a partida já é dada pela ordem de classificação do primeiro dia e não pela classificação do campeonato, pelo que Ogier já encontra os troços mais limpos.

Pela frente, os pilotos têm 165,16 quilómetros, incluindo o maior troço do rali, em Amarante, com quase 38 quilómetros de extensão.

O dia abre com a primeira de duas passagens pela especial de Vieira do Minho (20,64 km), às 08:08.

PUB

Segue-se o troço em Cabeceiras de Basto (22,37 km), muito afetado pelas chuvas de inverno, às 09:08.

Amarante fecha a secção matinal deste segundo dia, com 37,92 km.

Depois de nova passagem por cada um dos três troços durante a secção da tarde, os pilotos dirigem-se para a zona da Foz do Douro, no Porto, onde competem na Superespecial de 3,30 km, a partir das 19:03.

O Rali de Portugal é a quarta de 12 provas do Mundial de Ralis e termina no domingo, com a "power stage" em Fafe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG