Sporting

Varandas sobre Amorim: "O que é barato sai caro. E o que é caro pode sair barato"

Varandas sobre Amorim: "O que é barato sai caro. E o que é caro pode sair barato"

O presidente do Sporting acredita que Rúben Amorim será "demasiado grande" para o futebol português e garante já estar a preparar a próxima época.

Frederico Varandas apresentou, esta quinta-feira, o sexto treinador desde que assumiu a presidência dos leões e quarto esta época, depois de Keizer, Leonel Pontes e Silas. A nova era começa, agora, com Rúben Amorim, que custou 10 milhões de euros ao Sporting, tornando-o o terceiro treinador mais caro do mundo, mas que Varandas acredita ser um bom investimento.

"É com grande prazer que estou a apresentar o novo treinador. Não é apenas o treinador mas o homem escolhido para liderar o projeto desportivo. O Rúben Amorim vai potenciar e criar valor. Sabemos, confiamos, acreditamos que o treinador certo num ano faz valorizar um plantel em 30, 40 milhões. Por vezes, o que é barato sai caro. E o que é aparentemente caro sai barato. O nosso critério foi a competência. O mercado de treinadores não é diferente do mercado de jogadores. O futebol português não consegue guardar um Bruno Fernandes ou um Bernardo Silva, nem consegue atrair grandes treinadores portugueses ou de renome internacional. Não temos dúvidas que Amorim será demasiado grande para o futebol português", começou por dizer o presidente do Sporting durante a apresentação de Rúben Amorim, deixando ainda palavras a Silas.

"Sabemos que se este treinador fosse apresentado daqui a três meses noutro clube deste país, seria uma boa jogada. Aqui é um risco. É a nossa escolha, muito por estar alinhado com aquilo que queremos no futebol, de potenciar jogadores. É a nossa escolha não só pelos resultados que teve no Braga, mas também pelo que o Rúben é enquanto profissional. É uma mudança de paradigma. Não temos problema nenhum em investir no treinador certo. Contratámos um grande treinador mas ele não é milagreiro. É um treinador com muita ambição, querer. Conhece a realidade do futebol português, a exigência de um clube grande e a dimensão do Sporting. Estamos completamente alinhados e hoje arranca a época 2020/2021 para o Sporting. Queria agradecer ao Silas e a toda a equipa técnica. Teve grande dignidade enquanto foi treinador do Sporting", concluiu.

Rúben Amorim, de 35 anos, chegou ao comando técnico da equipa principal do Braga em dezembro, depois de uma passagem pela equipa B dos minhotos. O sucesso foi imediato: em 13 jogos, somou 10 triunfos e conquistou uma Taça da Liga depois de ter vencido Sporting (meias-finais) e F. C. Porto (final), seguindo-se vitórias frente aos três grandes na Liga.

Esta quinta-feira, em comunicado à CMVM, o Sporting oficializou a contratação do treinador, confirmando o pagamento dos 10 milhões de euros da cláusula de rescisão ao Braga. Valor esse que torna Rúben Amorim o terceiro treinador mais caro do mundo, apenas atrás de Brendan Rogers - que custou 10,5 milhões ao Leicester em 2018/19 - e André Villas-Boas, que rendeu 15 milhões de euros ao F. C. Porto na altura em que assumiu o Chelsea em 2011.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG