O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Fim do lay-off e poupança com subsídios aceleram vaga de despedimentos

Fim do lay-off e poupança com subsídios aceleram vaga de despedimentos

Pressão para pagar subsídios de férias e fim da proibição de reduzir pessoal nos setores que tiveram ajudas faz com que patrões sondem advogados para preparar vaga de dispensas.

O receio do fim dos apoios à economia e o aproximar dos meses de verão, em que as despesas com salários aumentam devido ao pagamento dos subsídios de férias, estão a inquietar os patrões de diversos setores. Todos os sinais, dizem, apontam para a proximidade de uma vaga de despedimentos até julho, com agravamento no final do ano, quando acaba a proibição de dispensas por parte de empresas que tiveram apoios.

O principal travão ao desemprego é, atualmente, o financiamento direto das empresas que resulta de medidas de apoio como o lay-off ou o Apoio à Retoma, como comprova o relatório divulgado ontem pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), onde se lê que o desemprego na região Norte foi de 7%, mas seria de 25% sem o lay-off simplificado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG