Economia

Desemprego regressa a níveis anteriores à crise financeira

Desemprego regressa a níveis anteriores à crise financeira

O Instituto Nacional de Estatística reviu, esta segunda-feira, em baixa de 0,1 pontos percentuais a taxa de desemprego de agosto para 8,8%, o valor mais baixo desde novembro de 2008.

O valor apurado para agosto (8,8%) representa uma descida em 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior e menos 0,4 pontos percentuais em relação a três meses antes, sinaliza o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Um ano antes, em setembro de 2016, a taxa de desemprego situava-se nos 10,9%.

O valor apurado para agosto representa uma descida em 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior e menos 0,4 pontos percentuais em relação aos três meses antes, sinaliza o INE.

A estimativa provisória da população desempregada de setembro foi de 442 mil pessoas, tendo diminuído 2,1% (9,7 mil) em relação ao mês anterior e 5,5% (25,8 mil) face ao observado três meses antes.

Já a estimativa da população empregada foi de 4,716,7 milhões de pessoas, tendo aumentado 0,1% (6,9 mil) em relação ao mês anterior e 0,8% (37,1 mil) em relação a três meses antes. Este valor foi revisto, relativamente ao provisório publicado há um mês, em mais 0,2% (11,7 mil)

Segundo o INE, em setembro a taxa de desemprego dos jovens (provisória) situou-se em 25,7%, contra os 24,8% observados no mês precedente.

Já a taxa de desemprego dos adultos foi de 7,2%, descendo dos 7,5% de agosto.

ver mais vídeos