Altice

Router de cortiça "made in Portugal" apresentado em Aveiro

Router de cortiça "made in Portugal" apresentado em Aveiro

A Altice Labs apresentou esta quinta-feira um router em cortiça, um exemplo de "sustentabilidade" que pretende ser, também, uma "peça de arte". O protótipo foi dado a conhecer por Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, durante a cerimónia de celebração do 3.º aniversário da empresa, em Aveiro.

O router terá menos 50% de plástico e aproveitará as características da cortiça, tornando-se assim mais ecológico mas mantendo as mesmas funcionalidades. A empresa também convidou diversos artistas portugueses e desafiou estudantes para decorarem equipamentos, de forma a que estes se tornem, em simultâneo, elementos decorativos.

A empresa aproveitou a ocasião para anunciar a criação de um novo polo de inovação na área metropolitana de Lisboa, no seguimento da estratégia de descentralização da empresa. Também lançou a 3.ª edição do Altice Internactional Award, prémio dirigido a startups e academias, que visa promover a inovação e talento tecnológico nas áreas Telecom, Media&Content e Data&Advertising. Tem o valor monetário de 75 mil euros, o maior alguma vez atribuído em Portugal na área da inovação.

A Altice, que emprega 700 pessoas, está em 35 países. Cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo usam a tecnologia "made in Portugal". É a empresa que "mais investe em tecnologia e desenvolvimento", destacou o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, no encerramento da cerimónia, sublinhando que é possível "criar riqueza" com o conhecimento.