O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Milhares de famílias falidas com suspensão de romarias e festas

Milhares de famílias falidas com suspensão de romarias e festas

Cancelamentos arruínam a vida a milhares de famílias, sobretudo nos carrosséis e pirotecnia. Parlamento aprovou subsídio de 438,81 euros para cada trabalhador.

O fim das festas populares e romarias religiosas em todo o país devido à pandemia está a deixar milhares de pessoas sem emprego e a causar prejuízos superiores a 50 milhões de euros, segundo os dados obtidos pelo JN. São muitas centenas de microempresas familiares prestes a entrar em falência, nos negócios e atividades que dependiam das romarias, como as diversões itinerantes, pirotecnia e música.

Quem mais tem reivindicado medidas são os empresários de diversão itinerante, como carrosséis, que estiveram em manifestação até ontem junto às instalações da Direção-Geral de Saúde. Querem autorização para trabalhar ou, em alternativa, um plano de apoios. Ao mesmo tempo, no Parlamento, era aprovada a primeira versão do projeto de lei do Bloco de Esquerda que prevê medidas como um subsídio de 438,81 euros para cada trabalhador do setor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG