Exclusivo

Só um terço das obras públicas avançaram no primeiro semestre

Só um terço das obras públicas avançaram no primeiro semestre

Assinados contratos no valor de 842 milhões de euros no primeiro semestre deste ano. AICCOPN fala em legislação "desajustada".

Dos 2,671 mil milhões de euros previstos no lançamento de concursos públicos durante o primeiro semestre deste ano, celebrou-se apenas um terço. Ou seja, 842 milhões de euros. Um facto que espelha as dificuldades que as obras públicas enfrentam para serem concretizadas, sendo que as autarquias e a AICCOPN (Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas) apontam a necessidade de alterações legislativas para acelerar os processos. O próprio presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, tem vindo a criticar a situação, exigindo medidas ajustadas ao Governo.

"Uma obra pública, em Gondomar, não demora menos de três anos a começar", atira a Autarquia gondomarense, criticando a excessiva burocracia que, muitas vezes, atrasa o processo "em cerca de seis a nove meses".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG