Exclusivo

Subida dos preços da energia agrava dívidas das famílias

Subida dos preços da energia agrava dívidas das famílias

Combustíveis subiram 20% no espaço de 12 meses, luz 3% no mercado regulado no início do mês e gás de garrafa saltou mais de 6% no primeiro trimestre.

A subida do preço dos combustíveis, da eletricidade e do gás de botija está a apertar as contas das famílias. Os gastos com estes tipos de energia representam 6,3% dos orçamentos, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística. "A situação começa a ficar complicada", resume ao JN Pedro Silva, especialista da Deco. Desde 1 de julho que os operadores voltaram a poder cortar o serviço a quem tem pagamentos em atraso.

O preço dos combustíveis subiu 20% num ano, o da eletricidade aumentou 3% no mercado regulado, no início deste mês, por decisão da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e o do gás engarrafado avançou mais de 6%, entre o quarto trimestre de 2020 e o primeiro de 2021 .

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG