Economia

TAP perdeu 343 milhões com 55 dias de greve

TAP perdeu 343 milhões com 55 dias de greve

Desde 2007, os trabalhadores da TAP cumpriram 55 dias de greve, segundo os registos enviados pela companhia aérea ao JN/Dinheiro Vivo. Com um impacto a rondar os 70 milhões de euros, a greve marcada para os primeiros dez dias de maio será, pelas contas da TAP, aquela que irá gerar maiores perdas para a transportadora aérea.

Mas, só em 2014, houve 22 greves com impacto sobre a operação da transportadora (incluindo greves de outras entidades, como os controladores aéreos), 12 das quais foram dentro do Grupo TAP, o que representou uma perda total de 108 milhões de euros. Assumindo que cada dia de greve representa perdas de 5 milhões de euros - embora a TAP ressalve que há períodos em que o impacto poderá ser maior - e somando os dias de paralisação desde 2007, a companhia aérea terá perdido, ao todo, 343 milhões milhões de euros, sem contar com as greves fora do grupo que também afetaram a operação.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG