Exclusivo

Taxa de carbono nas viagens aéreas já rendeu 28 milhões

Taxa de carbono nas viagens aéreas já rendeu 28 milhões

Total do imposto que incide nos passageiros foi criado há um ano e atinge o pico neste verão. Lisboa reúne mais de metade da receita.

Criada há um ano, a receita da taxa de carbono de dois euros ultrapassa os 28 milhões de euros nas viagens aéreas, sendo o aeroporto de Lisboa responsável por mais de metade. O valor mais alto de sempre, quando se atinge pela primeira vez a barreira dos quatro milhões de euros (4 033 026), foi contabilizado em julho, reportando-se a viagens de junho. O tráfego global disparou com a recuperação das viagens internacionais.

Os dados da taxa criada a 1 de julho do ano passado sobre o carbono em Portugal, fornecidos ao JN pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), respeitam a 12 meses, de agosto de 2021 a julho deste ano, e a contabilidade reporta às viagens do mês anterior. As companhias apresentam as contas no início do mês seguinte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG