Poder de compra

Turismo faz subir o custo de vida dos portugueses

Turismo faz subir o custo de vida dos portugueses

O turismo está a fazer subir o custo de vida dos próprios portugueses. Portugal é barato nas despesas de casa, na restauração e na hotelaria.

"Portugal ainda é um destino barato, sendo os preços de itens sensíveis para o turismo relativamente acessíveis em comparação com outros destinos europeus - hotéis e restaurantes, em particular". Quem o diz é Tiago Borges, especialista da consultora Mercer. E a tendência é de encarecimento, sendo que a fatura também será suportada pelos portugueses, cujo salário médio está 45% abaixo do rendimento dos europeus.

"Sim, o custo de vida é um elemento que afeta de uma forma transversal diversos tipos de "populações" (locais, turistas, expatriados), sendo que o aumento de preço em determinados itens tem mais impacto num tipo de população do que noutro", confirma Tiago Borges.

O problema decorrente da subida de preços em vários produtos e serviços reside na estagnação dos rendimentos dos portugueses. "Os ordenados não têm acompanhado o custo de vida. Para os funcionários públicos, os salários reais até são hoje inferiores aos auferidos em 2009. A capacidade aquisitiva é, portanto, inferior. Estamos a falar de muita gente", refere João Loureiro, professor da Faculdade de Economia do Porto (FEP).

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG