Imagens

Últimas

Exclusivo

Setores há muito fechados preparados para ir à luta

Na véspera de ser anunciado o plano do desconfinamento, os vários setores económicos paralisados desde 13 de janeiro aumentam a pressão sobre o Governo para retomarem a atividade. Restauração, cabeleireiros e estúdios de tatuagem, ginásios e escolas de condução pedem a reabertura este mês. As empresas de casamentos preveem começar a operar em abril e querem avançar com a realização de testes aos convidados. Já os bares e discotecas, encerrados há um ano, acenam com medidas para poderem vislumbrar uma luz ao fundo do túnel. Mas o futuro ainda está cheio de incertezas.