Tecnologia

Apple confirma que torna iPhones antigos mais lentos de propósito

Apple confirma que torna iPhones antigos mais lentos de propósito

Depois de anos de rumores, a Apple confirmou que atrasa propositadamente os iPhones mais antigos, para evitar problemas com as baterias.

A estratégia da Apple começou por ser implementada no iPhone 6, 6S e SE, no ano passado, durante uma atualização de software. Já em dezembro, foi o iPhone 7, aquando do lançamento do iOS 11, que recebeu este mecanismo.

"O nosso objetivo passa por dar aos clientes a melhor experiência, o que inclui o prolongar do tempo de vida dos aparelhos", disse um porta-voz da Apple, citado pelo "The Guardian".

A empresa explicou que quando a bateria de um telemóvel não está nas melhores condições deixa de conseguir responder às necessidades do processador. Quando isso acontece, o iPhone pode desligar-se para proteger as componentes internas.

Para evitar que os telefones se desliguem, esta nova funcionalidade torna-os mais lentos, evitando, assim, os perigosos picos de corrente, que podem danificar outros componentes.

Este problema resulta do facto das baterias do iPhone, que são de lítio, se degradarem com o tempo, acumulando perigosos ciclos de carga, diz a Apple em comunicado. Os problemas podem agravar-se quando as baterias estão frias ou com pouca carga.

"No ano passado, começamos com o iPhone 6, iPhone 6s e o iPhone SE para suavizar os picos de energia, evitando que o telefone desligue inesperadamente. Mais recentemente, introduzimos esta ferramenta no iPhone 7 e queremos fazer o mesmo com outros produtos no futuro", disse o porta-voz.

O problema resolve-se com a substituição da bateria antiga por uma nova, que pode custar cerca de cem euros.

A reação da Apple surge depois da Primate Labs, uma empresa que desenvolveu uma aplicação que mede a velocidade dos smartphones, ter publicado dados que demonstram um desempenho mais lento do iPhone 6 e 7 à medida que se tornam antigos.