Operação do SEF

Africanos explorados por compatriota em armazém de Leiria

Africanos explorados por compatriota em armazém de Leiria

O SEF deteve um indivíduo, de 45 anos, de ascendência africana, que explorava mais de 20 compatriotas num armazém de Leiria. É suspeito de tráfico de pessoas e auxílio à emigração ilegal.

Foi em 2020 que o indivíduo trouxe para Portugal os compatriotas, oriundos de um país africano de expressão portuguesa.

"Suspeita-se que estes cidadãos acabariam por ser explorados, na medida em que alegadamente não foram remunerados, além de colocados a residir e trabalhar em condições indignas, passando dificuldades de vária ordem, designadamente alimentares", adianta o SEF em comunicado.

PUB

A investigação partiu de uma denúncia que chegou as autoridades e que mereceram agora a realização de buscas, ordenadas pelo Ministério Público de Leiria, na casa do indivíduo.

Levado a tribunal, o juiz de instrução criminal aplicou as apresentações bissemanais, a proibição de ausência de território nacional e de contactar com as vítimas, como medida de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG