O Jogo ao Vivo

Guarda

Amolador detido por atear incêndio que destruiu 500 hectares

Amolador detido por atear incêndio que destruiu 500 hectares

A Polícia Judiciária deteve um homem de 56 anos por suspeita da autoria de um crime de incêndio florestal, dia 18 de julho, segunda-feira, na Guarda.

Segundo um comunicado da PJ, o suspeito "aparentemente motivado por incendiarismo, terá ateado os incêndios recorrendo a chama direta, fazendo uso de isqueiro, colocando fogo, em vários pontos, próximos, em vegetação, em espaço de uma quinta agrícola, os últimos dos quais quando os meios de combate ao incêndio já se encontravam no local a combater o primeiro foco".

O incêndio em questão, que mobilizou elevados meios no seu combate (aéreos, veículos terrestres e profissionais) destruiu vasta mancha florestal (cerca de 500 hectares), barracões, atingindo também algumas habitações, viaturas e outros bens alheios de valor patrimonial consideravelmente elevado, assim como colocou em risco a integridade física e a vida de terceiros, indica a PJ.

PUB

O detido, sem residência fixa e com a atividade de amola-tesouras, tem uma declaração de contumácia pendente e vários antecedentes criminais.

Será agora apresentado às competentes autoridades judiciárias, para efeitos de primeiro interrogatório e aplicação das necessárias e adequadas medidas de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG