GNR

Assaltantes da Marinha Grande detidos após cinco roubos por esticão

Assaltantes da Marinha Grande detidos após cinco roubos por esticão

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Leiria deteve, na sexta-feira, cinco homens, entre os 18 e os 43 anos, após terem cometido cinco crimes de roubo por esticão, no mesmo dia, nos concelhos da Marinha Grande, Leiria e Porto de Mós, apurou o JN. Os suspeitos residem na Amieira, Marinha Grande, e ficaram em prisão preventiva.

Detidos pela Brigada de Trânsito da GNR quando regressavam do último roubo, ocorrido em Mira de Aire, Porto de Mós, os assaltantes têm todos antecedentes criminais por roubos, furtos e tiroteios e "alguns já cumpriram pena de prisão efetiva", revela fonte da GNR. "Um deles tinha mandado de detenção pendente, por ofensas à integridade física grave, por causa de um tiroteio ocorrido na Marinha Grande", adianta, em alusão a um conflito gerado por uma altercação no trânsito, em junho, processo que está sob alçada da Polícia Judiciária.

A mesma fonte conta que, à medida que iam tendo conhecimento dos roubos, tentaram antecipar o movimento seguinte, o que lhes permitiu deter os cinco assaltantes quando regressavam de Porto de Mós, em direção a Leiria. "Ou iam para Lisboa ou voltavam para casa. Pedimos à Brigada de Trânsito para controlar o IC2 e a A1, onde o veículo vermelho onde seguiam foi intercetado."

PUB

"No momento da detenção, não oferecem resistência, e recuperámos todos os fios de ouro, e um ciclomotor que tinham roubado na via pública, em S. Mamede, na Batalha", assegura a fonte da GNR. Quatro das vítimas são idosos. "O roubo por esticão é violento. Houve pessoas com necessidade de receber assistência no local, porque ou caíram ou se aleijaram no peito ou no pescoço."

Presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Peniche, no dia 24 de setembro, foi-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva. Três deles são familiares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG