Bragança

Condenado após 20 anos por ter desviado 250 mil euros em Alfândega da Fé

Condenado após 20 anos por ter desviado 250 mil euros em Alfândega da Fé

Um antigo funcionário da Caixa de Crédito Agrícola de Alfândega da Fé foi condenado, esta sexta-feira, pelo Tribunal de Bragança a cinco anos de prisão, suspensa por quatro anos, por ter desviado 50 mil contos (250 mil euros) de contas de clientes da agência bancária há 20 anos.

O arguido, com 57 anos, que andou fugido à justiça no Brasil, foi declarado contumaz (quem se recusa a comparecer perante a justiça), mas entregou-se no ano passado depois de regressar a Portugal.

O Coletivo de Juízes, presidido por Filipe Delgado, que começou a julgar o processo no ano passado teve em conta no acórdão, proferido esta sexta-feira, que o caso remonta há duas décadas, no entanto, espera que a decisão judicial "lhe sirva de emenda", uma vez que se prevaricar e não cumprir a pena, esta será revogada e o arguido ficará obrigado a pagar 2500 euros a duas instituições particulares de solidariedade social.

O homem já tinha entregado parte da verba que desviou inicialmente pouco depois de ter fugido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG