O Jogo ao Vivo

Sintra

Bebé deixado em igreja do Cacém com carta a explicar abandono

Bebé deixado em igreja do Cacém com carta a explicar abandono

Um bebé de cerca de um mês foi abandonado junto a uma instituição religiosa do Cacém, Sintra, na terça-feira à noite. Uma nota que seguia junto da criança dá conta do motivo.

Eram cerca das 22.30 horas de ontem. Rodrigo estava à janela de casa, junto do Centro Social Baptista do Cacém, já os negócios da zona estavam fechados e os vizinhos recolhidos, quando reparou numa pessoa, aparentemente uma mulher, a andar pela rua de forma "comprometida", com "movimentos estranhos", carregando "algo nos braços". Algum tempo depois, veria chegar ao local a Polícia e os Bombeiros, sem aparato, e até pensaria tratar-se de um caso de covid-19.

O que pensou ser um doente infetado percebeu depois ser um bebé abandonado, um rapaz de cerca de um mês, deixado à porta da fundação da Igreja Evangélica Baptista do Cacém, onde ninguém quis prestar declarações. A criança, confirmou ao JN o comandante dos Bombeiros Voluntários de Agualva-Cacém, Francisco Rosado, foi deixada dentro de uma cesta, "vestida e acondicionada", aparentemente bem tratada. E fazia acompanhar-se por uma carta que expunha a razão para o abandono, relacionada com dificuldades financeiras. Joel Gomes, um dos operacionais mobilizados para o local, conta que a criança terá sido encontrada por uma mulher enquanto decorria uma reunião da creche da instituição. Chorava, mas estava "bem, estável, bem cuidada até".

O bebé foi transportado para os serviços de pediatria do Hospital Amadora Sintra e depois entregue aos cuidados da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, com vista ao seu acolhimento.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG