Exclusivo

Berardo criou offshores em Caimão para não pagar empréstimos

Berardo criou offshores em Caimão para não pagar empréstimos

A PJ está a investigar um labirinto de entidade que deixou credores "a arder" com cerca de mil milhões de euros. Joe Berardo e advogado são ouvidos esta quinta-feira por novos tipos de crimes.

O empresário Joe Berardo e o advogado André Luiz Gomes, que foram detidos na terça-feira pela Polícia Judiciária (PJ), por suspeitas de burla, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, entre outros crimes, são suspeitos de terem montado um labirinto de associações, uma fundação e empresas, que incluiu a constituição de offshores nas ilhas Caimão, em nome de alegados testas de ferro, designadamente de nacionalidade sul-africana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG