Investigação

Braga suspeito de ter ajudado Benfica a ganhar título em 2009/10

Braga suspeito de ter ajudado Benfica a ganhar título em 2009/10

Um inspetor tributário suspeita de uma ligação entre a vitória do Benfica sobre o Braga, na época de 2009/10, que praticamente deu o campeonato ao clube da Luz, e a compra e venda do jogador Anderson Talisca. Em causa uma comissão paga a Bruno Macedo e um diferendo com a Britalar, empresa de António Salvador, resolvida com um acordo extrajudicial conseguido por um alegado "facilitismo" do Braga naquele jogo.

A desconfiança do inspetor Paulo Silva, da Autoridade Tributária (AT), que investiga os crimes de Luís Filipe Vieira, está contida num relatório que enviou, em outubro de 2021, ao Ministério Público, citado pelo semanário "Expresso".

O inspetor, de acordo com aquele jornal, recorda que há um processo no Departamento Central de Investigação e Ação Penal de Lisboa onde se investiga uma denúncia anónima que dá conta da alegada ajuda do Sporting Clube de Braga naquele encontro, que o Benfica ganhou por 1-0.

A "ajuda" surgiu na sequência de uma disputa entre a Britalar, que construiu o Centro de Estágios do Seixal, e o Benfica. Um acordo extrajudicial resolveria o problema e o Braga facilitaria no jogo.

Por outro lado, também estão em causa a compra e venda de Talisca, que proporcionou uma comissão de 5,7 milhões de euros a uma empresa de Bruno Macedo, dirigente do Braga, e do seu pai.

Além do acordo para o jogo, e ainda segundo a denúncia revelada pelo "Expresso", o Benfica pagou a Bruno Macedo uma comissão de 400 mil euros aquando da compra do jogador ao Bahia.

PUB

Mas Talisca renderia mais dinheiro, quando foi vendido a um clube chinês por 19,2 milhões de euros. O Benfica recebeu 11 milhões, que serviram para pagar comissões e saldar compromisso, sendo que a ARB Sport, empresa de Bruno Macedo, recebeu 5,3 milhões, parte dos quais o inspetor tributário suspeita que tenham sido dados a Luís Filipe Vieira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG