PSP

Burlava de norte a sul do país com carcaças de computadores

Burlava de norte a sul do país com carcaças de computadores

A Polícia deteve, em Loures, um homem que vendia carcaças de computadores portáteis como se fossem aparelhos em bom estado. De acordo com a PSP, o indivíduo fazia da burla um modo de vida e atuava de norte a sul do país.

A detenção, divulgada esta terça-feira, foi concretizada no dia 21, após uma investigação que durava desde 2020. No início desse ano, foi formalizada queixa-crime na Esquadra da PSP de Loures, "onde o denunciante dava conta de que, quando se encontrava no parque de estacionamento próximo de um centro comercial, havia sido abordado por um homem, que, ostentando um cartão de uma empresa de venda de eletrodomésticos, lhe ofereceu uma proposta irrecusável relativa à compra de um computador portátil".

Só em casa a vítima verificou que havia comprado "um equipamento inútil, em virtude de estar desprovido de qualquer meio eletrónico no seu interior, tratando-se apenas de uma carcaça e pelo qual havia pago uma quantia avultada".

PUB

A Polícia sublinha que, através de investigação e subsequentes diligências, "foi possível chegar à identificação do autor do crime relatado, bem como imputar ao mesmo a prática de pelo menos mais 16 burlas idênticas de norte a sul do território nacional".

Na residência do suspeito foram apreendidos vários documentos relacionados com a prática das burlas e cumprido um mandado de detenção. Ouvido no Tribunal Judicial da Comarca Lisboa Norte - Núcleo de Loures, ficou obrigado a apresentações bissemanais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG