O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cadastrados violentos fizeram 34 assaltos logo após saírem da prisão

Cadastrados violentos fizeram 34 assaltos logo após saírem da prisão

Três homens e duas mulheres foram detidos no final de uma investigação da PSP, que durou cinco meses. Roubavam tabaco para vender a recetadores e moradores de bairros do Grande Porto

Três cadastrados, que saíram recentemente da prisão, foram detidos pela autoria de 34 assaltos, nos últimos dez meses. Bombas de gasolina, cafés, pastelarias e papelarias, situadas nas autoestradas e em 16 localidades dos distritos de Aveiro, Braga, Porto e Viana do Castelo, foram os alvos de um grupo que furtava, sobretudo, tabaco para vender, através de duas mulheres também detidas, a recetadores e a moradores de bairros do Grande Porto. Uma operação da PSP permitiu, nesta terça-feira, apreender quase 20 mil euros em notas, provenientes da venda dos cigarros roubados e ainda centenas de raspadinhas.

Dois dos assaltantes, residentes no Porto, abandonaram a prisão de Custoias, em Matosinhos, onde cumpriram dez de 12 anos de uma pena por assaltos à mão armada, em maio do ano passado. Mas mantiveram-se inativos até dezembro, mês em que foi libertado um elemento do antigo Gangue do Valbom. Condenado a 17 anos de cadeia (cumpriu mais de 12) por roubos e tentativa de homicídio, este cadastrado esteve ainda envolvido, em 2008, num carjacking falhado, na Maia, a um inspetor da Polícia Judiciária, que acabou baleado e amputado de quatro dedos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG