O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cadeias confinadas suspendem visitas e reduzem recreio a uma hora diária

Cadeias confinadas suspendem visitas e reduzem recreio a uma hora diária

Prisões do Vale do Sousa e de Custóias foram confinadas devido ao aumento do número de reclusos com covid-19. APAR critica agravamento de medidas de contenção do coronavírus

Os surtos de covid-19 nas cadeias obrigaram, nos últimos dias, à aplicação de regras rígidas. Nos estabelecimentos prisionais de Custóias, em Matosinhos, e do Vale do Sousa, em Paços de Ferreira, foi decretado um confinamento que só permite a entrada e saída de bens alimentares, guardas e outros profissionais. As visitas foram suspensas, as atividades laborais e educativas interrompidas e o tempo de recreio dos reclusos reduzido a uma hora por dia.

A Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) esclarece que as medidas estão definidas num protocolo que permitiu evitar, ao longo de toda a pandemia, "qualquer óbito entre internados e trabalhadores". Mas, para a Associação de Apoio ao Recluso (APAR), estas regras violam a lei e são excessivas num período em que, salienta, a comunidade científica defende o aligeiramento das medidas de contenção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG