O Jogo ao Vivo

Tráfico de pessoas

Casal detido por escravizar moçambicana em Espinho

Casal detido por escravizar moçambicana em Espinho

Um casal, com 40 e 42 anos, foi detido pela Polícia Judiciária do Porto por ter escravizado uma cidadã moçambicana, que trouxeram para o concelho de Espinho, com a promessa de a pôr a estudar e de de lhe arranjar trabalho. A vítima recebia 50 euros por mês e apenas uma refeição por dia.

"Em novembro de 2021, os arguidos, sob a falsa promessa de poder vir estudar e trabalhar, aliciaram a vítima, em Moçambique, transportando-a para Portugal e submetendo-a depois a servidão laboral/doméstica", explica a PJ.

Quando chegou a Portugal, o casal retirou-lhe os documentos e obrigou-a a trabalhar 16 horas por dia, sem qualquer dia de folga. Apenas lhe davam 50 por mês de remuneração.

PUB

"Apenas lhe seria permitido tomar uma refeição por dia e os cuidados de higiene eram também limitados", precisa a PJ.

Quando a situação foi sinalizada, a vítima estava com uma anemia grave provocada por ausência de alimentação, sendo notória a sua debilidade geral e falência física.

Os detidos, indiciados por tráfico de pessoas para exploração laboral vão esta segunda-feira ser levados a tribunal para o primeiro interrogatório.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG