Exclusivo

Condenações por corrupção dispararam na última década

Condenações por corrupção dispararam na última década

Desde 2011, apenas 26 indivíduos foram arguidos por abdicar da imparcialidade em decisões públicas.

Nos últimos dez anos, as condenações por corrupção mais do que duplicaram. Enquanto em 2011 só 35% dos 130 indivíduos constituídos arguidos por crimes de corrupção passiva e ativa foram condenados, em 2020 a percentagem já foi de 74% (92 em 124). A especialização do Ministério Público (MP) e da Polícia Judiciária, aliada à melhoria do acesso a informação bancária, é a explicação apontada para o aumento.

Em Dia Internacional de Combate à Corrupção, pode falar-se em melhorias na luta contra este crime. Ainda assim, a falta de meios é apontada por todos os agentes judiciários como um obstáculo à tentativa de minimizar o impacto de um tipo de crime que justificou perto de cinco mil inquéritos nos últimos dez anos. Muitos destes casos foram arquivados, porque não se verificou a prática do crime ou porque não se reuniu prova para sentar os protagonistas no banco dos réus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG