Faro

Condenado a 18 anos de prisão por matar mulher quando faziam sexo

Condenado a 18 anos de prisão por matar mulher quando faziam sexo

Foi condenado a 18 anos e um mês de prisão o homem que matou a companheira com um objeto semelhante a um picador de gelo, em Vila Real de Santo António, no Algarve.

A decisão foi proferida, esta sexta-feira, pelo Tribunal de Faro.

José Santos, de 46 anos, foi considerado culpado dos crimes de homicídio qualificado e furto. O coletivo de juízes deu como provado que, em maio do ano passado, matou a mulher, Sónia Ribeiro, de 37 anos, enquanto mantinham relações sexuais em casa da vítima. Sufocou-a até à morte e, em seguida, perfurou o corpo 16 vezes com um objeto semelhante a um picador de gelo.

Antes de abandonar a casa, furtou o telemóvel de Sónia e outros objetos de valor. O corpo foi encontrado por uma filha da vítima.

O homem acabou detido horas horas do homicídio. Na origem do crime terão estado os ciúmes que José sentia em relação à mulher.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG