PSP

Consultoras imobiliárias burlaram clientes e sacaram 80 mil euros

Consultoras imobiliárias burlaram clientes e sacaram 80 mil euros

A PSP deteve, em Cascais, duas consultoras imobiliárias que burlaram 11 clientes, pedindo-lhes diversas quantias que, alegadamente, seriam necessárias para a concretização do negócio. Com este esquema sacaram cerca de 80 mil euros.

As mulheres, com 32 e 57 anos, foram detidas na quinta-feira, pelas 7 horas, e estão indiciadas por 11 crimes de burla qualificada, cinco de falsificação ou contrafação de documento e um crime de falsidade informática.

Segundo os resultados da investigação desenvolvida pela PSP, o esquema começou em agosto de 2020. As detidas trabalharam em diversas agências imobiliárias e "desenvolveram um esquema de enriquecimento ilegítimo que consistia em angariarem potenciais compradores de imóveis, assegurando-lhes a aprovação de financiamentos da totalidade do valor da sua aquisição e facilidades no acesso aos mesmos", revelou a PSP.

Seguidamente solicitavam o pagamento de diversas quantias, "transmitindo-lhes que as mesmas eram necessárias para dar andamento ao processo, assegurar a reserva do imóvel, efeitos de sinal, de pagamento de imposto sobre as transmissões onerosas de imóveis e imposto de selo e para efeitos de pagamento de futuras escrituras públicas, burlas estas que ascendem a cerca de 80 mil euros".

Durante a operação policial foram efetuadas quatro buscas domiciliárias nas zonas de Cascais, Sintra e Benfica (Lisboa), tendo sido apreendido equipamento informático e documentação.

As detidas vão ser ouvidas esta sexta-feira em primeiro interrogatório judicial, a fim de lhes serem aplicadas as medidas de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG