Caso Ihor

Coordenador da inspeção do SEF demite-se após declarações de Cabrita

Coordenador da inspeção do SEF demite-se após declarações de Cabrita

O inspetor coordenador João Ataíde, que dirigia o Gabinete de Inspeção do SEF, demitiu-se do cargo, nesta terça-feira, em reação às declarações proferidas pelo ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita, na Assembleia da República.

Cabrita revelou que João Ataíde enviou, cinco dias depois do homicídio do cidadão ucraniano Ihor Homeniuk, à então diretora do SEF, Cristina Gatões, um relatório em que diz que o visionamento das imagens de videovigilância não facultava "qualquer indício de agressões e maus tratos", algo que o ministro considerou, esta terça-feira, "extremamente grave". Por esta razão, o inspetor é alvo de um processo disciplinar.

O ministro esclareceu, no Parlamento, que há 13 pessoas envolvidas em processos disciplinares devido a este caso, 12 inspetores e uma funcionária administrativa, garantindo que já não exercem funções no aeroporto de Lisboa. O ministro pediu ainda à Inspeção Geral da Administração Interna a abertura de um processo disciplinar ao coordenador da Inspeção do SEF.

Com a saída de João Ataíde, são já quatro as demissões no SEF na sequência da morte de Ihor Homeniuk, incluindo Cristina Gatões e o diretor e o subdiretor de Fronteiras do aeroporto de Lisboa.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG