Exclusivo

Corrupção no Turismo do Porto começa a ser julgada a 9 de março 

Corrupção no Turismo do Porto começa a ser julgada a 9 de março 

O arranque do julgamento do processo de corrupção que envolve o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), que ficou conhecido como a "Operação Éter" e envolve 29 arguidos (21 pessoas e oito empresas), incluindo o antigo presidente daquele organismo, Melchior Moreira, já tem data e horas marcadas: 9 de março, às 9.30 horas. O processo é do Tribunal de São João Novo, no Porto, mas, dado o elevado número de arguidos, vai decorrer em espaço ainda a designar.

Segundo um despacho proferido pelo juiz Pedro Menezes, do Juízo Central Criminal do Porto, as sessões do julgamento vão decorrer em todas as quartas e quintas-feiras. Em caso de adiamento, está agendado o dia 23 de março como segunda data para o início das sessões. O magistrado judicial titular do processo considera que a presença dos arguidos será indispensável.

Em causa está o julgamento de alegados crimes de corrupção, participação económica em negócio, peculato, abuso de poder, falsificação de documentos e recebimento indevido de vantagem, que foram cometidos no âmbito de procedimentos de contratação de pessoal e de aquisição de bens, do uso de meios do TPNP para fins pessoais e do apoio prestado a clubes de futebol sob a forma de patrocínios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG