O Jogo ao Vivo

Crime

Detido em Madrid por homicídio brutal em Setúbal ficou em prisão preventiva  

Detido em Madrid por homicídio brutal em Setúbal ficou em prisão preventiva  

Um dos dois suspeitos da morte brutal de um homem de nacionalidade chinesa, com 42 anos, no Porto de Setúbal, em maio de 2019, e que foi detido no início do mês em Madrid já está em prisão preventiva. Foi extraditado e presente esta quinta-feira ao Tribunal de Setúbal, que decidiu pela medida de coação mais gravosa. O segundo suspeito continua em parte incerta.

Na origem do crime, estão dívidas de 70 mil euros da vítima a uma rede de tráfico de meixão que operava na cidade. Sem meios para conseguir pagar a dívida dentro dos prazos acordados, foi assassinado. Os dois suspeitos, de nacionalidade chinesa, torturaram e executaram a vítima com seis tiros e deixaram o corpo num terreno baldio no Porto de Setúbal.

PUB

Depois do crime, fugiram para Madrid, onde o agora suspeito foi identificado e localizado pela Polícia Judiciária de Setúbal, com a colaboração da Polícia Nacional de Espanha. O homem de 51 anos deu entrada no mesmo hotel na zona de Léganés onde deixou a viatura com que fugiu de Portugal poucas horas depois do crime, a cinco de maio de 2019.

O suspeito está acusado, desde o final do ano passado, do crime de homicídio qualificado pelo Ministério Público de Setúbal, que aguardava pela detenção para o levar a tribunal. O segundo suspeito, também de nacionalidade chinesa, continua em parte incerta. Tal como o agora detido, é alvo de mandado de detenção internacional, que foi emitido pouco tempo depois do homicídio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG